O brincar, em todas as etapas da infância, está diretamente ligado com o desenvolvimento da escrita. Quando a criança brinca ela não está aprendendo apenas a atingir seus objetivos lúdicos, ela está aprendendo a transferir seu peso de um lado para o outro e se organizar no espaço.

A escrita é um marco na vida de todas as crianças, e o desenvolvimento desta habilidade não depende apenas da função das mãos, ela vai além.

Para a criança conseguir escrever com destreza ela precisa de controle motor suficiente da sua musculatura de tronco e estabilizadores das articulações. E como eles adquirem este controle? A resposta é BRINCANDO! O brincar, em todas as etapas da infância, está diretamente ligado com o desenvolvimento da escrita. Quando a criança brinca ela não está aprendendo apenas a atingir seus objetivos lúdicos, ela está aprendendo a transferir seu peso de um lado para o outro e se organizar no espaço. Ela aprende a se equilibrar sem precisar utilizar as mãos, porque as mesmas estarão ocupadas com diversas outras coisas. Ela aprende onde seu corpo está no espaço e sua lateralidade (que existem dois lados do corpo, o esquerdo e direito). E aprende tudo isso sozinha, sem nenhum adulto precisar ensinar.

Todas essas informações são importantíssimas para a construção do controle de tronco da criança. Quando ela brinca de barriga para baixo ela está fortalecendo sua musculatura extensora e aprendendo a transferir o peso para liberar o movimento dos braços e mãos, quando brinca sentada ela está vencendo a ação da gravidade e controlando seu corpo em uma superfície com base menor, o que ativa sua musculatura de equilíbrio, sem que a mesma perceba porquê está entretida em sua brincadeira, quando brinca agachada ela está aprendendo a mudar seu centro de massa e fortalecendo seus membros inferiores, e quando brinca em pé ela organiza todas estas funções. Com todo esse fortalecimento acontecendo, a criança constrói uma estabilidade articular essencial no desenvolvimento da escrita. É necessário uma articulação estável e ativa para que ela consiga liberar o movimento do membro superior. Quanto mais estável mais preciso será seu movimento fino e mais aprimorada será sua escrita.

Uma sugestão de brinquedos associativos que estimulam a estabilidade articular e habilidade manual são os brinquedos de montar e encaixar, que necessitam de coordenação motora fina e concentração, como a Torre de hanói e o Desafio das cores. Ou qualquer outro brinquedo que a desafie a construir algo.

Tenhamos sempre em mente que a melhor coisa que podemos fazer para uma criança é oferecer-lhe um ambiente saudável e lúdico, onde ela possa crescer brincando, e se desenvolver livre, independentemente e feliz!

Ft Ana Carolina Navarro Nunes
Fisioterapeuta em neurologia pelo HIAE
Formação em desenvolvimento neuromotor Pediátrico
CREFITO 3/186336-F