Do nascimento até os 3 anos de idade as crianças passam pelo que os especialistas consideram um dos mais importantes períodos de desenvolvimento infantil. É quando as elas começam a trabalhar, por exemplo, a coordenação motora, a linguagem, o pensamento criativo, entre muitas outras coisas que vão ser úteis ao longo de toda a vida.

E os brinquedos que são oferecidos nesta etapa são fundamentais para aprimorar esse desenvolvimento, ajudando as crianças – naturalmente curiosas – a aprenderem brincando. 

No entanto, embora as empresas estejam constantemente lançando novos aparelhos eletrônicos que prometem entreter os pequenos e incentivar uma série de habilidades, não se deixe enganar: as melhores opções para essa faixa etária são simples, diretas e, na maioria das vezes, não precisam de baterias.

Mas, o que será que uma criança de 2 anos precisa saber? 

Bom, os especialistas em desenvolvimento infantil se concentram, principalmente, em marcos relacionados à linguagem, cognição, fala, grandes movimentos (também chamados de habilidades motoras grossas), movimentos de mãos e dedos (também chamados de habilidades motoras finas) e sociais – comportamento emocional. 

E como trabalhar cada um desses pontos?

Linguagem. Contar histórias, ouvir músicas e conversar com a criança são boas formas de desenvolver habilidades de linguagem nos pequenos. Também existem livros que podem ser compartilhados desde muito cedo e que  ajudam a ensinar o nome de alguns animais e objetos. Além disso, é importante lembrar que, aos 2 anos, as crianças geralmente podem entender muito mais coisas do que podem expressar verbalmente. É nesta fase que elas passam a ser capazes de identificar e apontar objetos familiares em livros, por exemplo, e também conseguem seguir comandos simples de duas etapas, como “pegue seu brinquedo e coloque-o na caixa”. 

Matemática. Enquanto seu filho brinca com quebra-cabeças, blocos e peças manipuláveis, ele não está apenas se divertindo, mas também desenvolvendo suas primeiras habilidades matemáticas. É quando elas aprendem a classificar e distinguir objetos por forma, cor ou tamanho, e podem começar a resolver quebra-cabeças apropriados para a idade. Nessa fase, eles também começam a processar conceitos de tamanho e volume, identificando qual peça é maior, qual cabe em determinado espaço e qual pilha tem mais blocos.

Coordenação motora. Nunca é cedo demais para inserir materiais de arte para as crianças. Esses primeiros rabiscos ajudarão seu filho a construir a força necessária para, mais tarde, aprimorar as habilidades motoras finas. Permitir que seu filho experimente criativamente com materiais de arte como giz de cera, marcadores e lápis ajudará a encorajar essas habilidades. 

Jogo imaginativo. Nessa fase dos 2 aos 3 anos, os pequenos já conseguem participar de brincadeiras criativas que imitam o que eles vêem na vida real, como fingir que alimentam uma boneca, colocar um ursinho de pelúcia na cama, ou “dirigir” um carrinho de brinquedo. À medida que as crianças ficam mais velhas, essas idéias também se tornam mais elaboradas. 

Confira alguns brinquedos que são excelentes para ajudar no desenvolvimento infantil nos primeiros anos da infância: