Método Waldorf e a importância dos brinquedos que estimulam a criatividade

Para você que é mãe/pai e está se perguntando o que seria esse método Waldorf e como ele pode ser extremamente importante para seus filhos, não se desespere, muitas pessoas como você ainda não descobriram o método mais apaixonante na hora de ensinar e estimular as crianças.

Hoje em dia existem muitos métodos educacionais e brinquedos educativos para crianças de todas as idades. Nós, inclusive, já falamos sobre o assunto aqui no blog. Mas hoje nosso foco será especificamente o sistema educacional Waldorf.

O método Waldorf, também conhecido como Steiner, é baseado na filosofia educacional do austríaco Rudolf Steiner e defende que o processo de aprendizagem é essencialmente triplo, envolvendo cabeça, coração e mãos – ou pensamento, sentimento e ação. Esta é a base com a qual os professores dessa metodologia trabalham, desenvolvendo as habilidades intelectuais, artísticas e práticas das crianças de uma maneira integrada e holística. Para os defensores do método, o cultivo da imaginação e da criatividade deve ser o foco central de todo o processo educacional.

A Educação Waldorf começa com a premissa de que a infância é composta de três estágios distintos de aproximadamente sete anos cada – do nascimento aos sete anos (primeira infância), dos sete aos 14 anos (meia-infância) e dos 14 aos 21 anos (adolescência). Cada estágio molda a maneira como as crianças se sentem e abordam o mundo de forma intelectual, emocional, física e espiritualmente, que, por sua vez, molda a maneira como elas aprendem.

Por isso, os educadores acreditam que os currículos e os métodos de ensino devem ser adequados a esses estágios de desenvolvimento. Na fase da pré-escola, por exemplo, os pequenos devem ser envolvidos em uma rotina diária regular composta por brincadeiras simples e atividades artísticas, como desenhar, pintar, modelar, cantar e contar histórias, além de estimular a realização de tarefas práticas, como cozinhar, limpar e cuidar do jardim.

Além disso, a sala de aula precisa ser projetada para se assemelhar a uma casa, com ferramentas e brinquedos geralmente provenientes de materiais simples e naturais que incentivam e valorizam brincadeiras imaginativas e permitem, de alguma forma, a imitação dos adultos. Aliás, o uso de matérias primas naturais é recorrente entre os adeptos de várias metodologias educacionais, graças aos enormes benefícios que eles oferecem para o desenvolvimento das crianças, estimulando sua imaginação e reforçando sua identificação com a natureza.

Mas então, quais seriam os brinquedos Waldorf?

Os brinquedos Waldorf são brinquedos de madeira ou de pano, ecológicos e orgânicos. Também devem ser bonitos – afinal, a visão é tão importante quanto o toque; simples e sem muitos detalhes, para permitir que as crianças dêem a eles várias funções diferentes, deixando rolar solta a sua criatividade e imaginação; e com cores ricas e naturais.

Não por acaso, de acordo com os adeptos do método, algumas perguntas importantes a se fazer antes de escolher um brinquedo são: É bom? Deixa espaço para a imaginação? Será que vai inspirar brincadeiras imitativas? É bonito?

Se a resposta de todas elas for “sim”, significa que você está fornecendo ao seu filho um brinquedo adequado, rico e que proporcionará alguns anos de brincadeiras saudáveis.

Em resumo, podemos dizer então que os brinquedos Waldorf são aqueles que nutrem os sentidos, são bonitos e inspiram a imaginação, ou seja, desempenham um papel significativo em quase todos os aspectos do desenvolvimento infantil.