Como ensinar seu filho a expressar seus sentimentos?

Diariamente as crianças lidam com uma infinidade de emoções. Elas ficam zangadas, tristes, frustradas, nervosas, felizes ou envergonhadas, exatamente como os adultos. A diferença é que, muitas vezes, elas não conseguem encontrar palavras para expressar o que estão sentindo. Em vez disso, demonstram com algumas ações, que nem sempre podem ser apropriadas.

É aí que surgem as mordidas, os tapas, os gritos ou até mesmo os esperneios decorrentes da raiva ou de uma frustração. No entanto, apesar de complexas para os pais que estão ainda aprendendo a traduzir e interpretar tudo isso, essas situações também são uma oportunidade de aprendizado para os pequenos, que podem entender como identificar e diferenciar as emoções, expressando os sentimentos de novas maneiras e melhorando seu desenvolvimento emocional.

Por isso, o primeiro passo para ajudar seu filho a lidar com seus sentimentos, é auxiliando na identificação dessas emoções e tentando entender – e fazê-lo entender também – porque ele está se sentindo assim. E essa é uma tarefa que já pode ser realizada a partir dos 18 meses, com algumas estratégias que vamos listar a seguir:

Use palavras ou ilustrações 

Explique o sentimento para seu filho usando palavras fáceis que ele possa entender. Os livros ilustrados são excelentes aliados nessa tarefa, porque ajudam as crianças a reconhecer as emoções e expressões faciais de outras pessoas, um componente importante para, mais tarde, identificar emoções em si mesmo.

Ajude-os a encontrar uma solução 

Ensine a seu filho diferentes maneiras de lidar com os sentimentos. Permita que eles encontrem soluções e explique se essas soluções são adequadas ou inviáveis.

Reconheça os avanços 

Quando você perceber que seu filho está se expressando de maneira apropriada, diga isso pra ele. Quando as ações do seu filho são valorizadas e reconhecidas, é mais provável que ele repita esse comportamento. Isso irá encorajá-lo e mostrará que não há problema em falar sobre seus sentimentos.

Pratique

Uma das melhores formas de aprendizado é através da prática constante. Por isso, incentive seu filho a expressar emoções sempre que possível. Até mesmo nos momentos mais simples do dia. Fale sobre seus sentimentos ao jogar, jantar ou andar de carro. Quanto mais as crianças praticam, mais rápido elas aprenderão. Um painel de sentimentos no quarto também pode ajudar a tornar o processo mais natural e recorrente.

Aceite os sentimentos de seu filho 

As emoções às vezes podem ser muito opressoras para as crianças, mas quando você demonstra que as aceita, elas sentem que você as entende. Portanto, apoio e aceitação são extremamente necessários para encorajar seu filho a se expressar de maneira apropriada, sem medo de ser reprimido ou condenado por isso.

Tenha empatia

Ouvir com empatia tem tudo a ver com ajudar alguém a ver que você entende exatamente o que ele está passando ou sentindo. Por isso, fique 100% presente nas conversas e resista ao impulso natural de fazer os sentimentos incômodos de seu filho irem embora. Na maioria das vezes, seu filho só precisa de uma chance de ser ouvido enquanto se expressa. Uma vez que eles sintam que foram ouvidos e compreendidos, eles irão se soltar e seguir em frente. 

De modo geral, é preciso prática e determinação para ajudar seu filho a adotar o hábito de expressar seus sentimentos de maneira adequada. Incentive-o sendo um modelo positivo e lembre-se de permanecer calmo e empático durante todo o processo.