Por que as crianças precisam de atividades ao ar livre?

Não é segredo que as crianças brincam de maneiras diferentes, de acordo com as diferentes fases das suas vidas. Mas, existe uma coisa que se repete sempre: todas elas amam brincadeiras ao ar livre.

E embora as crianças menores tenham algumas limitações, por questões de segurança, isso não significa que elas não devam ter a oportunidade de aproveitar esses momentos. Até porque, durante os primeiros anos de vida, é possível notar que seu filho aprende muitas coisas observando o comportamento de outras crianças. Logo, levá-los aos parquinhos, playgrounds e outros ambientes abertos irá permitir essa interação e observação, principalmente se não há outras crianças em casa.

Mas mais do que isso, as brincadeiras ao ar livre contribuem muito para o desenvolvimento infantil. Mesmo que uma criança de 1 ano não consiga brincar no gira-gira ou no escorregador sozinha, ela está aprendendo como o brinquedo funciona, que o sol brilha forte, que os pássaros vivem nas árvores ao redor do parque, que eles cantam e, às vezes, esses cantos podem ser diferentes de acordo com cada espécie, enfim, muita coisa pode ser observada durante essas atividades.

No entanto, de uns tempos pra cá, as crianças estão passando cada vez menos tempo ao ar livre e mais tempo dentro de casa, fazendo uso excessivo de telas, o que restringe sua exposição ao ar fresco e à luz do dia, vitais para seu bem-estar.

Por isso, hoje vamos listar alguns benefícios que seus filhos terão ao se envolver mais em atividades ao ar livre. Confira.

Melhora a força física e a consciência corporal

Uma parte fundamental das brincadeiras ao ar livre é que as crianças têm espaço e liberdade para se movimentar, usar sua energia e suar. Por meio de atividades físicas ao ar livre, eles podem melhorar sua velocidade, força, resistência e habilidades motoras, além de apoiar a melhoria de sua autoimagem, autoestima e uma consciência de seu próprio corpo.

Aumenta a curiosidade e as experiências sensoriais

Quando as crianças se envolvem em atividades ao ar livre, elas exploram e interagem com o mundo exterior, entrando em contato com a realidade externa e aprendendo por meio do toque. Por um lado, isso alimenta sua curiosidade e interesse em aprender mais. Por outro lado, isso afeta significativamente o modo como as crianças dão sentido ao mundo.

Desenvolve pensamento holístico

Um elemento inegável das brincadeiras ao ar livre é a valorização da natureza que ela nutre nas crianças. Quando se deparam com um desafio, como subir numa árvore, isso não apenas as incentiva a descobrir formas de atingir o objetivo, como as faz entender o ambiente e como ele funciona. Esta é a chave para ajudar as crianças a compreender a importância de proteger a natureza.

Promove saúde mental

As atividades ao ar livre permitem que as crianças aproveitem o ar fresco, a luz do sol e a beleza do mundo ao seu redor, trabalhem as interações sociais e desenvolvam conceitos como empatia, colaboração e competência cultural. Além disso, brincar ao sol é divertido e nos deixa felizes. Ou seja, levam à diminuição da ansiedade, depressão e hiperatividade entre as crianças.

O importante é sempre garantir que essas atividades aconteçam em ambientes seguros e controlados, como parques e praças, por exemplo, evitando locais onde os movimentos dos carros sejam muito intensos e possam oferecer riscos à segurança dos pequenos.

Não esqueça, também, de levar equipamentos de segurança caso a brincadeira inclua um passeio de bicicleta, de patinete ou de skate, por exemplo. E sempre reforce com seus filhos a importância de respeitar o lugar onde ele se encontra, evitando o uso inadequado de bancos, lixeiras e demais estruturas.

Além disso, aproveite para trabalhar a sua observação e participe ativamente da atividade, procurando pequenos animais que possam ser apresentados às crianças, como joaninhas, borboletas e afins. Ensine-os a respeitá-los e explique que cada um deles tem uma missão importante na natureza. O mesmo vale para as flores e plantas diferentes que possam aparecer pelo caminho. Incentive-os a tocá-las, cheirá-las, enfim, familiarize-o com a natureza ao seu redor, para que ele possa entender a importância de cuidar dela.