As brincadeiras de faz de conta e seus enormes benefícios para as crianças

Muitas vezes pensamos em “hora de brincar” como um tempo reservado para correr pelo playground ou para interagir com as dezenas de brinquedos disponíveis no quarto ou na brinquedoteca da escola e do condomínio. Mas não é só isso.

É muito comum vermos os pequenos se divertindo com brincadeiras de faz-de-conta, quando um simples pedaço de papel vira um carro de corrida ou um avião e bonecos se tornam alunos da escolinha ou clientes de uma loja, por exemplo. Para as crianças é natural usar objetos para representar outra coisa, ou atribuir a si mesmas e aos outros papéis diferentes, reproduzindo profissões e situações que elas conhecem e vivenciam no dia a dia. 

E por mais que isso pareça simples ou até mesmo ingênuo, já é amplamente reconhecido pelos profissionais da educação que este tipo de brincadeira contribui imensamente e de forma vital para o desenvolvimento de uma criança.

Isso porque derrubar as barreiras da realidade permite que as crianças aprendam e desenvolvam muitas habilidades de vida variadas e importantes, além de trabalharem diferentes perspectivas sobre uma mesma ação, reorganizando ideias e emoções. 

Por isso, vamos listar abaixo alguns dos principais benefícios que as  brincadeiras de faz-de-conta podem trazer para o seu filho.

Empatia

Tem maneira melhor de entender o outro do que literalmente se colocando no lugar dele? Na brincadeira de faz-de-conta é exatamente isso que acontece. Dessa forma, a criança pode experimentar uma boa dose de empatia enquanto pondera sobre a experiência de ter um bebê chorando (boneca!). Ou de ser um professor diante de uma sala de aula repleta de alunos.

Processar esses sentimentos novos e corajosos na dramatização ajuda a enriquecer os relacionamentos da vida real das crianças, ampliando sua visão de mundo – geralmente focada em si mesmas –  para incluir o bem-estar dos outros.

Linguagem

Fazer de conta que você é outra pessoa ou que tem à sua disposição um novo objeto fictício, seja ele qual for, abre todo um mundo de situações e conversas fantasiosas que são capazes de gerar enormes ganhos de desenvolvimento.

Crianças que sequer imaginaram o que um carteiro, médico ou professor fazem ou dizem no dia a dia são rapidamente instigadas a improvisar frases inteiras que talvez nunca tenham pronunciado antes. Além disso, podem aprender palavras totalmente novas, como ‘estetoscópio’ ou ‘selo’, pela primeira vez; podem imaginar o que o carteiro diria quando alguém atende a porta, entre muitas outras coisas. O faz-de-conta ajuda a linguagem a se desenvolver e encoraja cenários criativos que incentivam as crianças a ampliarem seu vocabulário.

Cooperação

A diversão do faz-de-conta é sair do lugar comum e criar uma nova persona. E a experiência será ainda mais rica se essa nova persona puder interagir com outras crianças ou familiares que também entrem no personagem e participem da brincadeira. Isso porque a partir daí surgirão oportunidades para que elas trabalhem em conjunto, visando resolver possíveis problemas e conflitos e exigindo novos padrões de comportamento que levem em conta a vontade e a necessidade de todo o grupo, aprendendo assim o conceito de cooperação. 

Conscientização

À medida que as crianças refletem sobre os personagens que podem querer interpretar, elas também aprendem mais sobre o seu próprio lugar no mundo. Ou seja, durante um tempo, elas poderão se inspirar em pessoas reais que elas conhecem e que desempenham aquele papel, como um professor da escola, o médico que ela visita de vez em quando ou até mesmo o jogador de futebol que ela vê pela televisão. Ou ela pode criar tudo do zero, de acordo com o que ela acredita fazer sentido naquele universo. E este tipo de conscientização é muito importante para o desenvolvimento dos pequenos, até para que eles possam desenvolver a empatia que citamos no primeiro tópico. 

E como se tudo isso não bastasse, brincar de faz-de-conta também é extremamente divertido! Quando deixamos nossa imaginação assumir o controle e realmente brincamos juntos, como as crianças querem fazer, não há limites para onde as nossas mentes podem nos levar e não há chance de ficarmos entediados. 

E você, gostava de brincar de faz-de-conta?