5 brinquedos que vão tornar o aprendizado da matemática muito mais leve e divertido

Você sabia que até as crianças bem novinhas são capazes de resolver problemas básicos de adição e subtração? Existem muitos estudos que mostram como os conceitos matemáticos iniciais podem ser desenvolvidos bem cedo, mesmo sem a criança perceber, através de jogos e brincadeiras. 

Entre essas habilidades, podemos destacar:

  • compreensão de tamanhos e formas
  • capacidade de contar
  • reconhecimento de número
  • capacidade de comparar quantidades (por exemplo, quem tem mais maçãs?)
  • sentido espacial (uma base para a geometria)
  • compreensão da medição (qual é maior?)
  • habilidades para resolver problemas

Por isso, se você estiver procurando por presentes divertidos e educativos, considere itens que podem ajudar no desenvolvimento dessas habilidades matemáticas iniciais. As crianças que tiverem contato com isso desde cedo, certamente entrarão na escola prontas para aprender conceitos mais avançados. Quer conhecer algumas dessas opções de brinquedos? Então confira abaixo.

Escala cuisenaire

Confeccionada e criada pelo professor belga Emile-Georges Cuisenaire, a escala Cuisenaire ajuda a criança a compreender, de forma bem simples e extremamente visual, alguns conceitos básicos de Matemática, como sucessão numérica, maior, menor, o dobro, a metade, as quatro operações e muito mais. 

Uma boa sugestão de atividade para as crianças pequenas é pedir para que elas construam alguma coisa (uma casa, um carro, o que ela quiser), usando apenas as barras da mesma cor, por exemplo, ou as que são do mesmo tamanho, para que ela vá se familiarizando com o brinquedo e com a ideia de peças iguais e diferentes. Depois, você pode reunir toda a família e entregar uma barrinha diferente para cada um. Feito isso, pergunte coisas como: quem tem a barrinha maior? Quem ficou com a menor? A minha é maior ou menor do que a sua? 

Material Dourado

O Material Dourado surgiu, num primeiro momento, com o intuito de ajudar no ensino e na aprendizagem do Sistema de Numeração Decimal e das operações aritméticas básicas, mas acabou evoluindo e, hoje em dia, já é usado para o estudo de frações, cálculo de áreas e volumes, raiz quadrada e outras atividades criativas.

Sua principal função é transformar as relações numéricas abstratas em uma imagem concreta, facilitando a compreensão das crianças. Constituído por cubinhos, barras, placas e um cubo, cada uma dessas peças representam os conceitos de unidade, dezena, centena e unidade de milhar, sendo que:

  • 1 cubinho equivale a 1 unidade;
  • 10 cubinhos equivalem a 1 barrinha (ou uma dezena);
  • 10 barrinhas equivalem a 1 plaquinha (uma centena);
  • 10 plaquinhas equivalem a 1 cubo (uma unidade de milhar).

Logo, se a criança tem dificuldade de entender as operações matemáticas feitas “de cabeça”, visualizar esse cálculo com o auxílio do material dourado pode ser transformador.

Ábaco

Bem similar ao material dourado, o ábaco é uma poderosa ferramenta pedagógica, sendo muito frequente em escolas. Sua estrutura é composta de barras verticais paralelas entre si e que representam as casas do sistema decimal: unidade, dezena, centena e milhar. Além disso, cada uma dessas barras contém argolas ou bolinhas que irão ilustrar as quantidades. Cada bolinha possui o mesmo valor de acordo com sua casa decimal. Ou seja, quando a criança separa duas bolinhas na haste das unidades, vê representado o número dois. Se separa cinco bolinhas na haste das dezenas, vê representado o número cinquenta. Já na haste das centenas, se coloca, por exemplo, oito bolinhas, vê representado o número oitocentos.

Com isso, de maneira clara e ilustrativa, a criança consegue utilizar o ábaco para aprender a realizar operações de subtração e adição, por exemplo, podendo visualizar todo o processo e interiorizar seus conhecimentos de maneira mais prática e objetiva.

Bingo Contas

Se a criança já está familiarizada com as operações matemáticas, o Bingo Contas é uma boa maneira de reforçar esse aprendizado de forma super divertida. Isso porque para completar a cartela, é preciso fazer somas e subtrações simples, num curto espaço de tempo, trabalhando a agilidade cognitiva e ajudando a tornar mais fáceis as lições de casa no futuro. 

Cada participante recebe uma cartela com 9 operações, cujos resultados são sempre diferentes. A cada número “cantado”, a criança precisa calcular as operações da sua cartela, para ver se possui aquele número no seu jogo. Vence quem completar a cartela primeiro. 

Rummikub

Criado na década de 30, o Rummikub tem até campeonato mundial realizado a cada três anos e reúne jogadores de todas as idades e nacionalidades. Cada participante começa o jogo com 14 pedras, e o objetivo é se livrar de todas elas, baixando jogos sobre a mesa. Os jogos podem ser sequências numéricas de mesma cor ou de números iguais de cores diferentes. O mais legal é que você também pode “encaixar” suas pedras nos jogos baixados pelos outros jogadores, tornando a brincadeira ainda mais disputada e super divertida. Excelente para trabalhar conceitos numéricos básicos, raciocínio lógico e concentração. 

E aí, gostou das dicas? Então aproveite e ajude seu filho a aprender brincando.