8 dicas para as crianças aproveitarem ao máximo o inverno

Quer você goste do inverno ou não, nesta semana ele começa oficialmente e traz com ele dias mais curtos, temperaturas mais baixas e tempo seco. E deve seguir desta forma pelo menos até o fim de agosto, quando os termômetros começam a subir aos poucos, nos preparando para a primavera. E assim como tentamos encarar o verão de forma leve e saudável, também devemos tomar algumas precauções para mantermos as crianças aquecidas durante os meses de inverno.

Primeiramente, temperaturas frias não significam que você precisa deixar os pequenos sempre fechados dentro de casa. O importante é prepará-los para que possam se manter protegidos, saudáveis ​​e seguros, em qualquer situação. E para te ajudar nisso, separamos algumas dicas abaixo. Confira:

1. Mantenha-os aquecidos

Embora esse pareça ser um conselho bobo, escolher as roupas e acessórios certos para manter as crianças devidamente aquecidas, pode ser um grande desafio. Isso porque elas normalmente não gostam de usar muitas roupas e insistem em andar descalças pela casa. No entanto, é importante ter em mente que as crianças perdem o calor corporal mais rapidamente do que os adultos. Portanto, vista-as em camadas (que não precisam ser grossas, pois isso tira a mobilidade delas) e aposte em peças específicas para manter a temperatura do corpo, como as térmicas, por exemplo. Hoje em dia elas já são super fáceis de encontrar e ajudam muito na hora de vestir os pequenos. 

2. Reforce a importância de lavar sempre as mãos

Muita gente acha que é o clima frio que causa resfriados, mas isso é um mito. A gripe é causada principalmente por vírus. Esses vírus podem ser facilmente transmitidos na escola, por exemplo, quando as crianças estão em contato próximo, através das gotículas respiratórias e das superfícies. 

Portanto, peça sempre para que as crianças lavem as mãos com água e sabão várias vezes ao dia, principalmente após tossir, espirrar, compartilhar brinquedos e antes das refeições, etc. Ensine-as a cobrir a boca com os cotovelos dobrados sempre que for espirrar ou tossir, pois isso também ajuda a evitar a propagação de germes e, sempre que possível, participe das campanhas de vacinação contra a gripe.

3. Cuide da hidratação

Outro mito muito comum é que a gente não precisa repor tanta água no inverno, como fazemos no verão. Mas isso não é verdade. Por isso, incentive as crianças a beberem muita água antes, durante e depois de brincar. Intercale também com sucos, frutas e chás. Além disso, a nossa pele costuma ficar muito mais ressecada no inverno. Então, sempre passe hidratantes nas crianças, principalmente nas pernas e nas bochechas, que ficam facilmente “queimadas” com o frio. 

4. Incentive a alimentação saudável

Essa é aquela regra que vale para o ano todo, mas que tem ainda mais importância no inverno. Alimentos saudáveis e ricos em vitaminas, minerais e antioxidantes são essenciais para fortalecer os mecanismos de defesa do corpo. Por isso, reforce a ingestão de frutas e legumes ricos em vitamina C, como laranja, tomate, melão, mamão e vegetais de folhas verdes; além de alimentos ricos em água, como cebola, brócolis, couve-flor, hortelã, gengibre e muito mais. 

Imagem: Freepik por pvproductions

5. Faça as crianças se exercitarem regularmente:

Uma outra forma prática e comprovada de fortalecer o sistema imunológico das crianças e protegê-las de resfriados e outras doenças é o exercício físico regular. Portanto, ofereça brinquedos e promova atividades que ajudem a mantê-las em movimento, como correr, andar de bicicleta, de patinetes ou pular corda.

6. Leve as crianças para o parque

Lembra que nós falamos que inverno não precisa ser sinônimo de criança dentro de casa o dia todo? Aproveite os dias ensolarados e leve seu filho ao parque ou à praça mais próxima para que ele possa desfrutar de um tempo ao ar livre. Além do sol ajudar a esquentar, também é uma excelente maneira de incentivar atividades mais enérgicas com outras crianças, como pega-pega, queimada, entre outras. 

7. Promova atividades internas

Agora se o dia está muito gelado, com vento e até meio nublado, deixar seus pequenos protegidos dentro de casa pode ser uma alternativa melhor. Nestes casos, faça uma maratona de jogos de tabuleiro em casa ou incentive-os a visitar o salão de jogos e a brinquedoteca do prédio ou do condomínio. Se seu filho gosta de atividades manuais, essa pode ser uma excelente oportunidade para eles colocarem todo o talento para fora. Quebra-cabeças, blocos de montar e livros também podem ser bons companheiros nessa hora.  

8. Mantenha a rotina de sono

Assim como a alimentação desequilibrada, a privação do sono também pode ter efeitos graves no sistema imunológico do seu filho. Por isso, tente garantir que a criança esteja dormindo bem, desfrutando de, no mínimo, 8 horas de sono por dia. Manter essa rotina é importante porque elas podem ficar mais preguiçosas durante o inverno (afinal, é muito mais difícil sair da cama quando está muito frio), o que pode afetar, entre outras coisas, seu desempenho na escola. 

O fato é que o inverno pode ser, sim, bem divertido para seu filho, especialmente se ele passar o tempo de maneira saudável e produtiva. Para isso, intercale atividades internas e externas e faça-os entender que, independentemente do clima lá fora, é possível aproveitar bastante, aprender muita coisa e, principalmente, desfrutar da vida.